Novo vazamento de Dados: Mais de 100 milhões de linhas celulares

Em janeiro deste ano (2021), conforme amplamente divulgado, houve o vazamento de diversos dados na internet, dentre eles e mais recente o vazamento de dados telefônicos de mais de 103 milhões de brasileiros incluindo mais de 40 milhões de linhas pertencentes a CNPJs.

Por isso, não se espante com o título, afinal, pode ser que você ou sua empresa tiveram dados vazados.

E estamos aqui justamente para ajudar você a entender toda essa situação e o que fazer para se proteger.

A descoberta do vazamento de dados foi feita pela empresa de cibersegurança PSafe, em 3 de fevereiro e noticiada primeiramente pelo portal NeoFeed em 10 de fevereiro. A empresa relata que descobriu o vazamento dos dados na dark web, e prontamente iniciou uma pesquisa para validação da informação.

Entrou em contato com Hacker responsável que afirmou ter dados de duas grandes operadoras, Vivo e Claro. Contudo, a empresa PSafe não consegue comprovar que os dados sejam destas determinadas operadoras. Os dados vazados incluem informações como: número da linha, cpf, cnpj, endereço, valor do plano e outras.

Mas o objetivo deste artigo não é assustá-lo, pelo contrário, tem o intuito de alertar e ajudar quanto à prevenção de possíveis falhas decorrentes deste vazamento.

Sendo assim, é necessário cuidado redobrado com supostas ligações da operadora solicitando acesso a dados específicos. Lembre-se que todas as chamadas com as operadoras devem possuir protocolo, registro de chamada, e ainda sim, alguns dados não devem ser fornecidos.
Além disso, é importante verificar a segurança de seu WhatsApp, ativando a verificação em duas etapas para maior segurança.

No mais, as operadoras Vivo, Claro, Tim e Oi foram notificadas para prestar esclarecimentos e informações quanto a este possível vazamento de dados.

Até o momento as operadoras não se pronunciaram de forma oficial a todos os seus clientes, contudo se pronunciaram à meios de comunicação informando que não foi detectado nenhum tipo de vazamento de dados, mas que estão apurando internamente para segurança de todos.

Por fim, cabe ressaltar que com a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD em vigor, é possível condenação à multa de até 50 milhões de reais para a empresa que não tomar o cuidado necessário e expor dados de seus clientes.

Sem comentários

Envie seu comentário